Novidades?
Home / Blog / Enfermagem / ACIDENTES DE TRABALHO ENVOLVENDO A EQUIPE DE ENFERMAGEM

- ACIDENTES DE TRABALHO ENVOLVENDO A EQUIPE DE ENFERMAGEM

ACIDENTES DE TRABALHO ENVOLVENDO A EQUIPE DE ENFERMAGEM

A evolução tecnológica tem aprimorado as relações do homem com as características do trabalho em diversos segmentos produtivos. A mecanização ocorrida no final do século XVIII e início do século XIX, com a Revolução Industrial, atualmente ainda vêm ocasionando alterações nos sistemas de produção e conseqüentemente no modo e características do trabalho, forçando a adaptações físicas, psicológicas e sociais dos trabalhadores, para adequação a estas novas realidades.

A vida moderna, as condições atuais de trabalho, a forma como é exigida a produtividade e a qualidade plena, faz com que o trabalho se torne cada vez mais estressante e apático às condições humanas em seu ambiente de trabalho. Ao longo das últimas décadas, as relações entre sociedade, homem e trabalho vêm sofrendo mudanças importantes que apontam uma deterioração do local de trabalho e do seu próprio significado (GRAZZIANO, 2008).

O estresse no trabalho tem conseqüências negativas para o desenvolvimento saudável de uma personalidade humana e pode resultar em numa gama de comportamentos problemáticos a nível individual, que pode incluir o uso destrutivo de álcool e outras substâncias, bem como a depressão e uma deterioração na normal vida afetiva. Situações estressantes podem também constituir um antecedente para um episódio de violência no trabalho (ABREU et al. , 2002).

Pode-se definir o estresse como qualquer circunstância na qual o individuo tenha uma tensão aguda, ou uma tensão crônica, que desencadeie uma alteração no estado físico e/ou no emocional do mesmo, e uma resposta de adaptação psicofisológica que pode ser negativa ou positiva no organismo.
Segundo Vieira & Padilha (2008), os riscos nos serviços de saúde existem em do com graduação variável, na dependência da hierarquização, sendo influenciada a partir da complexidade do tipo de atendimento prestado, assim como, da função do trabalhador de enfermagem.

PREVENÇÃO



Vieira & Padilha (2008), explicam, embasada em autores que tratam do tema prevenção em acidentes de trabalho, que é importante a adoção de técnicas e métodos e de medidas eficazes de higiene e segurança do trabalho , a fim de eliminar ou minimizar os riscos ocupacionais. Segundo as autoras, adoção destas medidas de prevenção e de controle de riscos biológicos, baseiam-se em conhecimentos diversos envolvendo sim, os de higiene e biosseguranca do trabalho. Para Amaral et al (2005), uma melhor efetividade das ações educativas é necessária, bem como intensificar os programas de educação permanente e treinamento dos profissionais de saúde. Bonini et al (2009), concordam com esta idéia e afirmam que é preciso criar estratégias , visando conscientizar os profissionais sobre os riscos ocupacionais , bem como valorizar a segurança durante o exercício da função profissional. Lima et al (2007), após realizarem um estudo, constataram que as instituições devem prevenir acidentes de trabalho através da educação continuada com os funcionários

Outros Assuntos
DIREITO DE ALIMENTOS NO NOVO CODIGO CIVIL
157

Direito - DIREITO DE ALIMENTOS NO NOVO CODIGO CIVIL

Direito - Os alimentos existem por princípio legal de solidariedade, em razão do parentesco direto entre alimentante e alimentário.

ACIDENTES DE TRABALHO ENVOLVENDO A EQUIPE DE ENFERMAGEM
156

Enfermagem - ACIDENTES DE TRABALHO ENVOLVENDO A EQUIPE DE ENFERMAGEM

Enfermagem - A evolução tecnológica tem aprimorado as relações do homem com as características do trabalho em diversos segmentos produtivos

A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR
239275

Enfermagem - A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR

Enfermagem - Entre os riscos ocupacionais de Enfermagem se encontram os acidentes de trabalho, a contaminação do ambiente, a contaminação por contato direto, além de riscos causados por fatores químicos, físicos, biológicos, e ergonômicos

A DEFICIÊNCIA AUDITIVA E O DIREITO DE ACESSIBILIDADE
303

Direito - A DEFICIÊNCIA AUDITIVA E O DIREITO DE ACESSIBILIDADE

Direito - Constituição prevê às pessoas com deficiência auditiva, assim como às demais pessoas com deficiência, direitos fundamentais e a garantia da saúde, do bem estar, da integração social.