Novidades?
Home / Blog / Enfermagem / A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR

- A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR

A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR

O uso de Equipamentos de Proteção Individual |EPI| está associado a diminuição de riscos de contaminação em ambiente hospitalar ou ambientes infectados. Está incluído ainda como uma das estratégias de prevenção entre outros hábitos de higiene, vacinação, higiene do local de trabalho, vestuário adequado e treinamento.

Os riscos ocupacionais têm sido relatados e monitorados, inclusive pela Organização Mundial de Saúde |OMS| e se referem a riscos de menor e de maior complexidade, como a infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana |HIV| em função do manuseio ou contato com sangue de pacientes contaminados.

O relato de pesquisas na área de gerenciamento de riscos identifica que as formas mais eficientes de controle são a supervisão, treinamento e orientação dos profissionais de Enfermagem.

Este trabalho tem como objetivo examinar o uso de EPIs pela Enfermagem em ambiente hospitalar com vistas à prevenir a contaminação por infecção.

Para alcançar este objetivo inicialmente se estudaram os riscos a que está exposto o Enfermeiro no seu trabalho hospitalar.

Em função do estudo dos riscos se apresenta em seguida as normas para o pessoal de Enfermagem.

Por fim, o item 3 apresenta os EPIs básicos para o trabalhado hospitalar da Enfermagem.

Devido ao tema se considera mais adequado o estudo de revisão.

O estudo de revisão é um método que examina os trabalhos atuais que tratam sobre o tema a ser desenvolvido, e considera os conceitos e estratégias que estão em evidência dentro do tema.

A revisão integrativa foi oportuna neste trabalho, e conforme definiram Mendes, Silveira e Galvão |2008| trata-se de um método que permite tanto a busca como a avaliação crítica e a síntese do material disponível sobre o tema.

As fontes pesquisadas foram livros, revistas e artigos especializados no tema.
O uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) pelo Enfermeiro em ambiente hospitalar e visa basicamente falar da proteção a infecções decorrentes do trabalho profissional.

O método de estudo adotado foi a revisão da literatura, feita através de fontes bibliográficas.

Em relação aos riscos descreveram-se os riscos mais comuns, tais como manuseio de medicamentos, procedimentos de rotina ou exposição respingos, e sabe-se que são reiscos de origens diversas, todas decorrentes do trabalho do Enfermeiro.

A gestão de riscos ocupacionais é uma preocupação do Ministério da Saúde e do Ministerio do Trabalho que prescreveu normas de proteção individual dos profissionais.

Conclui-se que há algumas práticas importantes para gerenciar os riscos do ambiente hospitalar tais como a análise de riscos e o uso de EPIs. Os principais EPIs para Enfermagem foram descritos.

ENFERMAGEM E A EXPOSIÇÃO A RISCOS HOSPITALARES



Os profissionais que estão em contato direto com a atividade hospitalar, atendimento dos pacientes estão expostos a riscos inerentes à execução das tarefas diárias, e estes podem ser ampliados segundo os processos de trabalho sejam diversificados.

A saúde do trabalhador e a conservação da sua integridade pessoal são importantes elementos dentro do campo dos direitos trabalhistas, uma vez que as normas criadas pelo legislador nesse campo são normas tutelares para o Direito do Trabalho na área da medicina e da engenharia do trabalho.

Entre os riscos ocupacionais de Enfermagem se encontram os acidentes de trabalho, a contaminação do ambiente, a contaminação por contato direto, além de riscos causados por fatores químicos, físicos, biológicos, e ergonômicos.

Acidentes de trabalho são um grave problema em todas as profissões. Na área da Saúde Pública eles tem um efeito nocivo ao sistema e a economia do país.

Os riscos químicos estão presentes de várias formas, e como exemplo, pode-se citar o manuseio de drogas antineoplásicas que da exposição contínua podem advir sintomas tais como vertigens, vômitos, cefaléia, queda de cabelo e outros mais complexos como carginogênese e efeito teratogênico ou mutagênico.

Outros Assuntos
A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR
88

Enfermagem - A IMPORTÂNCIA DO USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM PARA A PREVENÇÃO DE INFECÇÃO HOSPITALAR

Enfermagem - Entre os riscos ocupacionais de Enfermagem se encontram os acidentes de trabalho, a contaminação do ambiente, a contaminação por contato direto, além de riscos causados por fatores químicos, físicos, biológicos, e ergonômicos

A DEFICIÊNCIA AUDITIVA E O DIREITO DE ACESSIBILIDADE
39

Direito - A DEFICIÊNCIA AUDITIVA E O DIREITO DE ACESSIBILIDADE

Direito - Constituição prevê às pessoas com deficiência auditiva, assim como às demais pessoas com deficiência, direitos fundamentais e a garantia da saúde, do bem estar, da integração social.

O-TRABALHO-NO-SISTEMA-PENITENCIARIO-UM-ESTUDO-COMPARATIVO
34

Psicologia - O-TRABALHO-NO-SISTEMA-PENITENCIARIO-UM-ESTUDO-COMPARATIVO

Psicologia - O objeto é estabelecer uma comparação dos efeitos psicossociais do trabalho que é realizado nas penitenciárias brasileiras

EJA METODOLOGIAS DE ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA E DA MATEMÁTICA
65

Pedagogia - EJA METODOLOGIAS DE ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA E DA MATEMÁTICA

Pedagogia - A história da Educação de Jovens e Adultos foi marcada por constantes fatos que permitiram o desenvolvimento das propostas pedagógicas voltadas para esta modalidade de ensino